English

Emissões Atmosféricas

EmissoesAtmosfericasOs principais parâmetros de controle definidos pelo órgão ambiental do estado são o TRS (Enxofre Reduzido Total), o SO 2 e o material particulado em suspensão (MP), provenientes das fontes estacionárias do processo produtivo.

Os valores de TRS estão relacionados ao processo de fabricação de celulose Kraft e fornecem uma estimativa da concentração de mercaptanas, que são os compostos associados aos eventos de percepção de odor. Os valores das emissões, considerando-se as fontes estacionárias existentes, são inferiores ao padrão internacional de 5 ppm, proposto e adotado pela empresa em seu licenciamento ambiental desde 2001.

A Rede de Percepção de Odor (RPO) é composta por instrumentos analisadores nas principais fontes estacionárias do processo, uma estação meteorológica automatizada, hardware e software para o modelamento da dispersão do odor na atmosfera e um grupo de participantes voluntários, num raio de 42 km em relação à fábrica, servindo de base para as ações gerenciais voltadas à geração e controle das emissões odorosas. Os eventos de odor registrados pelos participantes voluntários da RPO são posteriormente modelados por computador, fornecendo informações para uma maior compreensão do fenômeno e futuras ações visando sua redução e controle.

As emissões de SO 2 são historicamente inferiores ao limite atual de 2.500 mgSO 2 /Nm 3 , pois os principais processos relacionados à produção de celulose Kraft são tipicamente de redução química, com emissão de TRS. As emissões mais relevantes são provenientes da chaminé central, que escoa os gases das duas caldeiras a biomassa e da caldeira de recuperação N o 2, bem como da caldeira auxiliar a óleo (processos de combustão). As demais fontes apresentam emissão SO 2 inferiores a 10 mg/Nm³: