English

CENIBRA participa de feira em Timóteo e Santa Bárbara

De 21 a 24/9, no clube Alfa, em Timóteo, a CENIBRA participará da EXPO Inox. A empresa estará presente com o CENIBRA Móvel, onde serão repassadas orientações e exibidos vídeos sobre a aplicabilidade do eucalipto e da celulose, as práticas de proteção das águas, combate a incêndios florestas, preservação ambiental, além de falar dos projetos sociais que a o Instituto CENIBRA realiza nos municípios de atuação. A Expo Inox foi idealizada para integrar os setores industrial, comercial e de prestação de serviços de forma a alavancar estratégias de desenvolvimento regional.

Nos Dias 22 a 24 de setembro, no Parque de Exposições Adilson Melo, a Empresa estará presente também na Feira Multissetorial de Santa Bárbara, onde apresentará a aplicabilidade do eucalipto e da celulose no dia a dia da sociedade. A Feira Multissetorial tem como foco econômico as conexões empresariais, ou seja a estratégia é trabalhar a construção coletiva da sustentabilidade, desenhar os diferentes modais da economia com os empresários locais e regionais, compartilhar visões de negócios, preservação ambiental, e de resultados, objetivando a estratégia de fortalecer o desenvolvimento econômico de Santa Bárbara e região. O evento contará ainda com programação cultural e mostra gastronômica.

O Brasil é o país em que o setor de árvores plantadas mais protege áreas naturais. Para cada hectare plantado com árvores para fins industriais, há cerca de 0,7 hectare destinado a preservação.

A sociedade necessita de produtos de base florestal para sua sobrevivência e conforto. Até pouco tempo, a necessidade de madeira era suprida quase que exclusivamente por meio das florestas nativas. O plantio de eucalipto é uma solução para diminuir a pressão sobre as florestas nativas, viabilizando a produção de madeira para atender às necessidades da sociedade em bases sustentáveis.

No estande da empresa em Santa Bárbara, os visitantes poderão tocar e verificar a textura da celulose em várias etapas, desde as mudas, passando pela madeira cortada, os cavacos que vão para o cozimento, a polpa de celulose, a polpa branqueada. Além disso, podem visualizar sua aplicabilidade, pois a última etapa mostra os produtos do dia a dia que contêm celulose ou eucalipto em sua composição. O Processo de produção de celulose tem início com o preparo das mudas, do solo, o plantio e colheita do eucalipto, preservando e protegendo as áreas de florestas nativas existentes. A celulose são fibras da madeira, que uma vez extraídas do eucalipto, são utilizadas como matéria-prima na fabricação de papel. No processo químico de produção de celulose, a madeira após picada, é dissolvida com soda diluída em água. Metade resultará numa pasta de fibras, que após um processo de peneiramento, lavagem e branqueamento, resultará numa pasta de celulose branca. A outra metade, líquida, principalmente constituída da substância que faz ligação entre as fibras e a soda, será usada como combustível nas Caldeiras. Para cada 20 árvores processadas (cerca de duas toneladas de eucalipto), produz-se aproximadamente uma tonelada de celulose e mais uma tonelada de combustível, o que permite à CENIBRA ser autossuficiente em energia.

Do eucalipto tudo se aproveita. Das folhas, extraem-se óleos e essências utilizadas em produtos de limpeza e alimentícios, em perfumes e até em remédios. A casca oferece tanino, usado para curtir o couro, o tronco fornece madeira para sarrafos, lambris, ripas, vigas, postes, varas, esteios para minas, mastros para barco, tábuas para embalagens e móveis. Sua fibra é utilizada como matéria-prima para fabricação de papel e celulose.

Veja também