CENIBRA realiza Dia da Prevenção a Incêndios Florestais

Em período crítico de ocorrência de incêndios florestais, CENIBRA promove campanha de conscientização

Historicamente, os meses de setembro e outubro representam o período mais crítico de ocorrência de incêndios florestais. Em razão dos baixos índices de chuva, das elevadas temperaturas e da baixa umidade relativa do ar, os incêndios florestais tornam-se mais frequentes, o que coloca a fauna, a flora e a saúde da população em risco. Por isso, na última quinta-feira, 16/9, a CENIBRA promoveu o Dia da Prevenção a Incêndios Florestais, uma campanha voltada para o público interno, mas com potencial de alcançar os 54 municípios da área de atuação da Empresa.

Com cerca de oito mil empregados, a CENIBRA promove periodicamente campanhas educativas de conscientização ambiental. A Empresa espera que, a partir da sensibilização dos empregados, a mensagem de responsabilidade ambiental seja levada para familiares, amigos e vizinhos.

Pensando nisso, a CENIBRA promoveu a live “Incêndios Florestais – Responsabilidade de todos nós”, ministrada pelo engenheiro florestal e professor universitário Alexandre Beutling (UFMS), que já atuou no combate a incêndios de grandes proporções no Pantanal, na região do Mato Grosso do Sul, em parceria com o Corpo de Bombeiros local.

Alexandre fez uma reflexão sobre a ocorrência anual dos incêndios florestais. Segundo o palestrante, mais de 99% dos incêndios são provocados por incendiários e que é “praticamente impossível” impedir a ocorrência das queimadas, uma vez que os incendiários têm comportamento imprevisível. No entanto, é possível atuar na causa raiz, as pessoas, que precisam contribuir com ações para a redução dos incêndios. “A melhor forma de combater os incêndios é evitar que eles aconteçam”, afirmou.

Quem fez a abertura da live foi o Diretor Industrial e Técnico, Júlio César Tôrres Ribeiro, que falou das perdas que os incêndios florestais trazem para o meio ambiente e a sociedade. “De maneira direta e indireta, todos são afetados pelos incêndios florestais. As queimadas acarretam problemas não só na natureza, mas na saúde da população, na economia, gera perda de muitas belezas naturais. É importante conscientizar todas as pessoas que estão no nosso círculo de amizades e de trabalho sobre as consequências dos incêndios florestais”, explicou.

Um dos atrativos da campanha é a realização de um concurso de frases para menores de 18 anos, devidamente matriculados no ensino fundamental ou médio, que sejam filhos de empregados da CENIBRA. Com o tema “O que podemos fazer para prevenir incêndios florestais?”, a iniciativa premiará as três frases escolhidas por uma comissão julgadora. Os prêmios são smartphone (1º lugar), bicicleta (2º lugar) e patins (3º lugar).

Além disso, vídeos de conscientização ambiental, produzidos pela Associação Mineira da Indústria Florestal (AMIF), estão sendo exibidos nos restaurantes industriais, onde milhares de empregados frequentam diariamente. O material tem o objetivo de apresentar os malefícios dos incêndios florestais, os impactos socioambientais e as formas de prevenção.

Alerta

De acordo o Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, os índices de perigo incêndios em vegetação no Estado seguem alarmantes. Os últimos dois meses deste ano registraram máxima histórica no número de ocorrências do tipo. Foram 4.330 ocorrências em julho e 5.227 em agosto. O mês de setembro começou com mais de 700 ocorrências desses incêndios registradas só no período entre 4/9 e 7/9/2021. Novos focos surgem a cada dia em diversas regiões mineiras.

Veja também